Cris Cyborg decide entrar no ringue com música gospel de Wesley Ros – RÁDIO DEMO

Home

Últimas Notícias

Cris Cyborg decide entrar no ringue com música gospel de Wesley Ros

Nenhum comentário Últimas Notícias

Na última quarta-feira (12), a lutadora do UFC, Cris Cyborg, anunciou que mais uma vez vai entrar com uma música gospel no ringue de sua próxima luta, que se realizará na madrugada de 29 para 30 de dezembro (sábado para domingo).

A lutadora fez um repost do cantor, guitarrista e produtor musical Wesley Ros, que havia divulgado um trecho de sua nova música "Meu Deus me Põe de Pé".

"Quando vai sair essa musica? Eu quero entrar com essa musica na minha próxima luta @wesleyros", comentou a atleta.

Cris Cyborg tem o costume de entrar nos ringues de suas lutas com músicas gospel, mas desta vez, a letra da música de Ros parece realmente ter chamado a atenção da atleta por falar sobre lutas da vida e perseverança — algo que parece dar motivação à lutadora.

Wesley Ros explicou que quando ele começou a compor a música, a intenção não era focar o tema em lutas, mas esta abordagem acabou se desenvolvendo na letra e, de alguma forma, falou ao coração de Cyborg.

"Eu não tinha ideia de fazer uma música com linguagem de luta. Mas essa música fala de superação", explicou o compositor.

Um trecho da canção diz: "Eu vou com tudo, vou na força da minha fé. Não vou desistir, venha o que vier".

Já em outro momento, a letra se assemelha ainda mais ao contexto de atletas que entram no ringue: "Eu não nasci para beijar a lona, nem octógno, nem no ringue, nem na arena".

"Serviu como uma luva [para ela]. Quando ela escutou isso, ela falou: 'Eu quero essa música", contou o Wesley, que já mantém uma amizade com a atleta pelas redes sociais.

Confira no vídeo abaixo, o refrão da música:

"Quebra de paradigmas"

Quando questionado sobre o efeito que esta escolha de Cyborg pode ter no público que assiste às lutas ou até mesmo quem não tem familiaridade com as lutas de MMA, mas recebe a notícia, Wesley apontou o lançamento de um novo olhar sobre o esporte.

"Eu acredito que é uma quebra de paradigmas, porque muitos olham para esse esporte como algo violento. Mas a verdade é que é um esporte, o esporte que mais cresce no mundo e o UFC é a maior modalidade do mundo em lutas e a Cyborg demonstra Jesus de uma forma linda", explicou o músico.

Cyborg chegou a relatar que tem se feito jejum e treinado ao som de músicas cristãs para se preparar para esta luta.

"Ainda que para o público gospel seja um choque, acho que o foco principal não é pensar no crente, mas sim fazer exatamente o que ela está fazendo: brilhar lá fora e representar Jesus onde Ele tem que ser declarado, que é no meio daqueles que ainda não conhecem a Ele", finalizou.